Comunicados, Matéria, Palavra do presidente, Todas Notícias

Trabalho de Base

Spread the love

Os diretores do SISMI José Flamínio Leme e Almir Moraes iniciaram um trabalho de base (visitas) junto as repartições e serviços públicos municipais da Administração Direta e Indireta, alertando sobre os riscos da aprovação da  PEC 32 – Reforma Administrativa, proposta pelo Governo Federal. Outros diretores do sindicato, também estão realizando esse trabalho em suas repartições.

Os servidores e empregados públicos municipais estão recebendo exemplares da Cartilha “DIGA NÃO AO FIM DOS SERVIÇOS PÚBLICOS! DIGA NÃO A PEC 32/20”. Esse material elaborado pela AUDITORIA  CIDADÃ DA DÍVIDA, é um alerta para a precarização dos serviços públicos proposta pela PEC 32, que propõe o fim da estabilidade no emprego, congelamento de Planos de Carreira e Salários,  o fim dos concursos públicos, nomeação de cargos comissionados para substituir os servidores de carreira, enfim a Redução do Estado em nome de uma crise sanitária e economica instalada por um Governo que elegeu os servidores públicos para “pagar uma conta que não é só nossa”.

Leme ressalta: “não adianta cobrar do sindicato por congelamento de salários, suspensão de  salário aniversário,  congelamento de triênio, sexta parte  e  em 2022, votar em deputados  e Senadores  que “proibem” que as entidades sindicais possam negociar reajustes, votando em Emendas Constitucionais como a 173 que congelou nossos salários por 18 meses – junho/20 a dezembro/21. Nestes 2 anos, perdemos mais de 15% entre a reposição inflacionária e aumento da previdência de 11% para 14%, e não para por ai!!!!

É necessário que o servidor público conheça quem são os agentes políticos,  que aprovam  na Câmara dos Deputados e Senado Federal as leis propostas pelo Presidente da República  que retiram nossos direitos e congelam nossos salários e benefícios.

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.